AVALIAÇÕES ONLINE
Avaliação Física
Avalie sua saúde
BUSCADOR
Academias
CALCULADORAS
Gasto calórico
Ingestão calórica
Outras Calculadoras



Artrose

Definição:
Alteração destrutiva das cartilagens e do aparelho capsuloligamentar das articulações decorrente de um processo degenerativo não-inflamatório, que afeta especialmente as articulações que sustentam peso.

Etiologia:
A artrose primária é devida ao processo de envelhecimento dos tecido da articulação, que se manifesta de modo mais ou menos aparente a partir dos 40 anos. A cartilagem articular, que se encontra mal vascularizada e nutrida principalmente por embebição no líquido sinovial, perde progressivamente a sua elasticidade, desseca-se, desgasta-se, expõe o osso epifisário; essa necrose da cartilagem articular aparece nos pontos em que a pressão se apresenta máxima.

Na artrose secundária, o envelhecimento prematuro da cartilagem articular pode decorrer de um traumatismo que afetou as superfícies articulares, de microtraumatismos repetidos ou de um distúrbio estático que sobrecarrega a articulação, ou pode aparecer como seqüela de artrite séptica, poliartrite reumatóide, gota etc. Com freqüência, essas formas secundárias são mais graves do que as formas primárias. 0 peso corporal excessivo explica a maior freqüência das artroses nos indivíduos obesos.
Os fatores climáticos parecem ter caído em descrédito como elementos etiológicos.
A combinação de fatores genéticos e endócrinos poderia explicar uma forma, por vezes familiar, observada na mulher menopáusica, caracterizada pelo comprometimento das articulações interfalangianas distais (nódulos de Heberden) e, As vezes, interfalangianas proximais (nódulos de Bouchard).

Anatomia patológica:
A artrose primitiva localiza-se, por ordem decrescente de freqüência, nas articulações intervertebrais anteriores, no joelho, no quadril, nas articulações metatarsofalangianas e interfalangianas distais.

No inicio, observam-se manchas amareladas de necrose da cartilagem articular; a destruição do aparelho de deslizamento é acompanhada de lesões ósseas, na forma de faixa de osteosclerose nas zonas de apoio, e de osteófitos em torno da articulação. A sinóvia apresenta-se espessada e forma franjas que podem tornar-se cartilaginosas e cair no espaço articular ("ratos" articulares).
A rigidez é devida à fibrose retráctil das cápsulas articulares e à fibrose muscular;
mesmo num estádio mais avançado, a anquilose completa é excepcional.

Sintomas:
A artrose é a doença articular mais freqüente; a forma primária manifesta-se, em geral, a partir de 40-50 anos de idade, sendo na mulher mais freqüente depois da menopausa. Pode existir certo grau de artrose totalmente assintomática. Os sintomas aparecem quando ocorre lesão do osso e do aparelho capsulosinovial. O início é insidioso sendo a evolução lentamente progressiva, com fase de melhora do estado subjetivo.

Nas formas típicas, as dores observadas pela manhã diminuem após o início da atividade e costumam desaparecer ao repouso, a não ser que exista um componente inflamatório, devido por exemplo, à reabsorção de fragmentos de cartilagem desgastados pela sinóvia. A articulação está raramente tumefeita, e não há comprometimento do estado geral

Fonte: Jenner Randam


Data da Publicação: 05/09/2002

Compartilhar

Copyright © 2003 - Saúde em Movimento
Permitida a reprodução total ou parcial para uso acadêmico com citação da fonte.
Proibida a reprodução total ou parcial para publicação em sites, jornais ou revistas sem prévia consulta.

 
 
Voltar







Receba semanalmente as últimas notícias na área da saúde. É de graça.
Nome:


e-mail:




Respeitamos os princípios HONcode da HON Foundation.
Verifique